10 PRINCÍPIOS DA QUALIDADE TOTAL Garantia da Qualidade (o 9o princípio)

Agora vamos falar de matar a cobra e mostrar…………a cobra morta!” (garanto que muitos pensaram que era o ditado popular não é?

Afinal, o que é garantir a qualidade? Quantas organizações que falam em qualidade possuem certificação e têm dificuldade em garantir a qualidade? Vamos uniformizar conceitos e adotar uma terminologia comum; segundo a NBR ISO 9000 o termo garantia da qualidade é a “parte da gestão da qualidade focada em prover confiança de que os requisitos da qualidade serão atendidos”; gestão da qualidade na mesma norma são “atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização no que diz respeito à qualidade”; e qualidade é o “grau no qual um conjunto de características inerentes satisfaz requisitos”; enfim, para falar de garantia da qualidade devemos considerar que este é um dos diversos termos relacionados à qualidade. E temos outros conceitos utilizados pela ISO 9001 e definidos pela ISO 9000:

  • Requisito
  • Classe
  • Capacidade
  • Satisfação do cliente
  • Sistema
  • Gestão
  • Sistema de gestão
  • Gestão da qualidade
  • Política da qualidade
  • Objetivos da qualidade
  • Planejamento da qualidade
  • Controle da qualidade
  • Melhoria da qualidade
  • E outros (confiram na norma, pois há uma definição para cada um desses termos, cerca de oitenta definições).

Existe ainda o Dicionário de Termos da Qualidade (Paulo Mundim Prazeres, Ed. Atlas) com mais de 4000 termos e expressões da qualidade.

Portanto, não é tão simples assegurar a garantia da qualidade!

Porém, como nossa proposta é sempre apresentar um caminho para o leitor, podemos definir que o início da garantia da qualidade nas organizações se dá através de respostas às perguntas abaixo, que mostram práticas de gestão que podem ser evidenciadas como:

  • Nossa organização pratica ações sistemáticas e planejadas?
  • Realizamos a identificação, medição e monitoramento, estabilização e melhoria dos processos internos? E isto é feito através de indicadores analisados e aprovados pela empresa?
  • Possuímos confiabilidade demonstrada através de certificações realizadas por órgãos independentes e com credibilidade (ISO, QS, e Prêmios Nacional e regionais)?

Portanto, a prática de todos os demais princípios, — incluindo o 10o que o da não aceitação de erros — é o início de um caminho que credencia uma organização a garantir a qualidade e, mais importante, na opinião de seus clientes. Começar pelo tradicional PDCA já é um ótimo caminho.

Garantia da Qualidade 06

 

A Qualidade evolui sempre e veja como isso acontece:

 

 

 


 

 Dimensão Eras da Qualidade
Inspeção Controle Garantia da Qualidade Estratégia da qualidade
Preocupação básica Verificação Controle Coordenação Impacto Estratégico
Ênfase Uniformidade do produto Uniformidade do produto com menos inspeção Impedir falhas ao longo da cadeia de produção As necessidades do mercado e do consumidor
Métodos Instrumentos de medição Instrumentos e técnicas estatísticas Programas e sistemas Planejamento estratégico mobilização da organização
Papel dos profissionais da qualidade Inspeção, classificação, contagem e avaliação Aplicação de métodos estatísticos na solução de problemas Mensuração da qualidade. Planejamento da qualidade.
Projeto de programas
Estabelecimento de objetivos, educação e treinamento. Trabalho com outros departamentos e delineamento de programas.
Responsabilidade de Qualidade Departamento de inspeção Departamento de produção e engenharia Todos os departamentos da alta direção
com o projeto, planejamento e
execução das
políticas de qualidade.
Todos da empresa com a alta gerencia exercendo forte liderança.
Orientação e abordagem Inspeciona a qualidade Controle a qualidade Constrói a qualidade Gerencia a qualidade

 

E como nós, pessoas dentro da organização, internalizamos este conceito em nossa vida dentro — e fora — da organização, ou seja, como nos tornarmos indivíduos que podemos garantir qualidade em nossa vida, seja no aspecto físico, econômico, social, familiar e espiritual? Proponho-me a apresentar um modelo que contempla 14 áreas de gestão de nossa vida pessoal [1]

  1. Gerenciar e saber conviver no ambiente familiar com seus conflitos típicos;
  2. Cuidar sistematicamente da saúde e praticar ginástica, alimentação natural, remédios não alopáticos, respirar adequadamente, dormir adequadamente etc.;
  3. Não ter vícios como fumo, álcool, drogas, alimentar-se de forma balanceada, não se tornar uma pessoa obesa;
  4. Ser amigo e ter amigos, praticar a saúde social (já falamos anteriormente), saber dizer além das palavras, expressar-se além da fala, pertencer a clubes, associações, grupos sociais de qualquer espécie com uma causa social saudável;
  5. Praticar o lazer, relaxamento, ter um hobby, ter prazer em viver e curtir a vida mesmo e inclusive no trabalho por mais estressante que seja;
  6. Melhorar sempre a comunicação escrita, falada e expressa não verbalmente; viajar, comunicar-se com o mundo ao seu redor;
  7. Estudar sempre, procurar aprender, desenvolver-se, transformar-se, quebrar paradigmas;
  8. Saber — e preparar-se para tal — ganhar, manter, aumentar e compartilhar aquilo que ganha;
  9. Sentir-se uma pessoa de sucesso na profissão, planejar a carreira, ter sucesso tanto como empresário como empregado;
  10. Ter fé e religiosidade (não se deixar levar por religiões dominadoras); ter atitudes positivas em relação à ecologia, a humanidade;
  11. Aprender a evitar situações e lugares perigosos, prevenir-se, se amar mais e sempre, preservar e valorizar a autoestima;
  12. Ser organizado, disciplinado, ter agenda mínima, terminar o que começa, parar de deixar as coisas pela metade, aprender a liderar pelo exemplo;
  13. Ter situação jurídica organizada; conhecer um mínimo de leis, direitos e deveres do cidadão; entender as leis que regem a sociedade;
  14. Cuidar-se no vestir, pentear, andar, praticar autoimagem positiva, ter seu estilo pessoal.

Se você estabelecer metas para estes 14 sistemas (leia o livro se quiser), já poderá iniciar a garantia da qualidade em sua vida.

Até breve!!!

[1] Os poderes dos seus 3 cérebros, Waldemar De Gregori, 2a Edição, Ed. Pancast — apresentado por Pierre Weil.

FIQUE ATUALIZADO
 
Inscreva-se para Cadastro Decisão Consultoria

powered by MailChimp!
 
 

Deixe um comentário